Pra viver é preciso coragem

Hoje em dia é muito difícil conviver com nossas próprias frustrações de situações criadas por nós mesmo é difícil conviver com o eu interior. É difícil conviver com o silêncio dos inocentes e o barulho ensurdecedor dos culpados em mundo onde nossas sombras coloca todas frustrações em nós mesmos.

É difícil sair na rua e carregar o peso dos condenados mesmo com alma limpa de um bebê. Não é fácil olhar pra trás e não repetir os mesmos passos em direção do abismo interior da nossa solidão.

Porque é tão difícil socorrer nossas mágoas e deitar com a pureza de um novo dia. Como é difícil escolher sem julgamento o certo do errado sem distinção do que é ou não é fato.

Só quem carrega o peso sabe como é difícil não poder fazer nada ou fazer tudo e não adiantar de nada e continuar tudo no mesmo lugar. É sufocante saber que todos os dias são mesmos e iguais aos que já foram um dia, uma hora cansa e o velho se torna antigo de novo sem tempo pra viver e sentir o prazer.

Certezas não tenho nenhuma pois interesses tenho vários pois dores tenho algumas e decepção tenho para distribuir e guardar. Tenho esperança que tudo mude apesar de que a cada dia é o mesmo dia e eu continuo sofrendo da mesma forma.

Minha dor não é melhor do que a de ninguém eu não sou melhor do que ninguém mas pra que viver se não é pra se sentir vivo. A vida é circo e eu sou o palhaço fazendo porcos godos rirem, sou o bagaço amaçado da laranja, eu sou último biscoito do pacote.

Da pra continuar pra viver assim sem esperança de dias melhores da pra vive assim aprisionado na solidão? Da pra continuar assim na beira do abismo torcendo pra ter coragem de pular?

Postagens semelhantes

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Este site é protegido pelo reCAPTCHA e pelo Google Política de Privacidade e Termos de serviço Aplique.